You are currently viewing Empoderamento feminino: o que é e como desenvolver
Empoderamento feminino.

Empoderamento feminino: o que é e como desenvolver

  • Post category:Bem Estar / Geral
  • Reading time:10 mins read

Com certeza você já ouviu falar no termo empoderamento feminino. No entanto, será que você sabe o que ele realmente significa?

Esse assunto vem ganhando cada vez mais espaço para discussão nos mais variados meios, principalmente nas redes sociais, no que diz respeito ao lugar da mulher na sociedade.

Fato é que ser mulher não deve ser um limitador de sonhos. É preciso buscar as transformações necessárias para que o seu espaço seja cada vez mais ampliado.

Se você ainda tem dúvida sobre o que é o empoderamento feminino e qual a sua importância, este artigo é para você.

Boa leitura!

O que é o empoderamento feminino?

Antes de mais nada é preciso entender que empoderamento feminino é diferente de feminismo. 

Em resumo, o feminismo é um movimento que prega a ideologia da equidade social, política e econômica entre os gêneros. 

Por outro lado, o empoderamento feminino, que é uma consequência do feminismo, é a consciência coletiva, expressada por ações para fortalecer as mulheres e desenvolver a equidade de gênero. 

Empoderar-se é o ato de tomar poder sobre si. E as mulheres precisam reconhecer que elas são capazes, para então começar a fazer mudanças. 

Contudo, muitas mulheres ainda encontram dificuldades em ocupar espaços, desenvolver o próprio potencial, deixando com que os outros limitem as suas capacidades e definam o seu lugar no mundo.

Quais os seus princípios

A Organização das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e Empoderamento das Mulheres (ONU Mulheres) e o Pacto Global das Nações Unidas desenvolveram sete princípios que ajudam a sociedade a incorporar práticas e valores que abram espaço para o empoderamento das mulheres e também para a equidade de gênero. São eles:

  1. Estabelecer liderança corporativa sensível à igualdade de gênero, no mais alto nível. Ou seja, garantir que esse tema seja tratado dentro da empresa, abrindo espaço para o desenvolvimento de lideranças femininas;
  2. Tratar todas as mulheres e homens de forma justa no trabalho, respeitando e apoiando os  direitos humanos e a não-discriminação. É a importância de buscar a equidade, sem espaço para discriminação;
  3. Garantir a saúde, segurança e bem-estar de todas as mulheres e homens que trabalham na empresa. Sabemos que a violência é um problema global e que afeta, principalmente, as mulheres. E para que elas consigam se desenvolver no ambiente de trabalho, precisam se sentir seguras, sem medo de serem vítimas de abuso ou assédio;
  4. Promover educação, capacitação e desenvolvimento profissional para as mulheres. É por meio da educação que as mulheres conseguem se especializar e ganhar conhecimento para ocupar cargos cada vez mais altos;
  5. Apoiar o empreendedorismo de mulheres e promover políticas de empoderamento das mulheres através das cadeias de suprimentos e marketing. É fundamental oferecer oportunidades para que as mulheres evoluam, em conjunto ou como empreendedoras;
  6. Promover a igualdade de gênero através de iniciativas voltadas à comunidade e ao ativismo social. Isso porque o nível local é de extrema importância para que as mulheres ganhem espaço de fala;
  7. Medir, documentar e publicar os progressos da empresa na promoção da igualdade de gênero. Todo o processo deve ser acompanhado de perto, mostrando os resultados alcançados aos colaboradores.

Conheça a Quinta Valentina. Franquia de sapatos de baixo investimento e uma das poucas empresas no Brasil a receber o selo ONU Mulheres, por cumprir os Princípios de Empoderamento das Mulheres.

Qual a importância do empoderamento feminino

O empoderamento feminino é importante para promover a equidade de gênero e evitar que as futuras gerações vivam em um mundo de disparidades gritantes, dentro e fora do ambiente de trabalho.

De acordo com um estudo desenvolvido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), “Estatísticas de gênero: indicadores sociais das mulheres no Brasil”, as mulheres trabalham cerca de três horas a mais que os homens por semana, levando em conta trabalho remunerado, cuidado de pessoas e atividades domésticas.

E mesmo assim, levando em consideração um nível de educação mais elevado, elas continuam ganhando, em média, 76,5%, do rendimento dos homens.

Engana-se quem pensa que o empoderamento feminino é apenas vantajoso para as mulheres. Ele ainda é positivo para o avanço da ciência e tecnologia, e para fortalecer a economia.

É importante ressaltar que não estamos falando de colocar as mulheres à frente dos homens, mas de garantir que elas possam ter as oportunidades necessárias para que atinjam espaços e posições antes inimagináveis.

Os benefícios do empoderamento

Como vimos até aqui, empoderar é um verbo que se refere ao ato de dar ou conceder poder para si próprio ou para outra pessoa. Ou seja, representa a ação de atribuir domínio ou poder sobre determinada situação, condição ou característica.

E quando isso acontece, muitas mudanças positivas podem ser percebidas, uma vez que indivíduos que sabem o lugar que ocupam na sociedade e com entendimento sobre as suas ações, conseguem tomar decisões mais assertivas e alcançar resultados cada vez melhores.

Dito isso, podemos listar como os principais benefícios do empoderamento feminino:

  • Maior engajamento: no ambiente profissional, o empoderamento feminino acaba motivando a equipe, despertando nos profissionais o espírito colaborativo e de confiança, o que, consequentemente aumenta o engajamento.
  • Mais produtividade: uma mulher empoderada conhece os seus pontos fortes e aqueles que precisam ser melhorados. E isso faz com que ela supere o medo de errar e corra atrás dos seus objetivos, estimulando o que tem de melhor.
  • Desenvolve autoconfiança: ao buscar o empoderamento, a mulher muda antigos pensamentos e adquire novas atitudes que ajudam no resgate da autoestima. Aqui, há a quebra de crenças limitantes, onde situações vivenciadas no passado e que impediam o crescimento se transformam em motivações para fazer melhor. 
  • Permite mais consciência emocional: uma mulher empoderada é capaz de reconhecer os seus sentimentos e também controlá-los, ou seja, ela consegue manter a estabilidade emocional diante de situações desafiadoras. 

Dicas para desenvolver o empoderamento feminino

Se você chegou até aqui, já entendeu a importância do empoderamento feminino na sociedade. Contudo, se deseja conquistar cada vez mais o seu espaço, precisa estar atenta às dicas abaixo. 

  1. Não viva de acordo com as expectativas dos outros. Lembre-se que você é dona da sua história e precisa assumir esse protagonismo sem deixar com que os pensamentos alheios te limitem. 
  2. Não se sinta culpada por querer respeito e espaço. Se vivenciar alguma situação constrangedora ou de desrespeito, não silencie. Dê a sua opinião e mostre a sua posição diante de tal circunstância.
  3. Pare de julgar outras mulheres. É muito comum o julgamento da aparência, de relacionamentos amorosos ou até mesmo do comportamento de outras mulheres no ambiente de trabalho. Essa atitude vai contra o empoderamento feminino e acaba dificultando o crescimento de outras mulheres. Tenha em mente que a união entre as mulheres é fundamental para que o crescimento de todas ocorra.

Quinta Valentina e o empoderamento feminino

A Quinta Valentina é uma marca 100% brasileira com origem na paixão por sapatos e também em oferecer a melhor experiência de compra possível para a cliente final.

Buscamos não apenas vender os nossos produtos, mas criar valor para a sociedade como um todo, gerando resultados integrados com a questão social. Somos uma das poucas empresas a conquistar o selo ONU Mulheres, reconhecimento dado a organizações que cumprem os Princípios de Empoderamento das Mulheres.

Por isso, hoje, não nos consideramos apenas uma marca de sapatos, mas sim, uma empresa que apoia a mulher, com a intenção de apoiar os caminhos das mulheres.

Todas as nossas franqueadas são mulheres que se colocaram no mercado de trabalho e não esperaram para ir à luta. E a Quinta Valentina as ajudou, capacitando-as não só para o varejo de moda, mas levando conhecimento sobre temas do dia a dia da mulher. 

A marca está claramente posicionada para atender ao universo feminino, onde a consciência de que pode ocupar definitivamente seu espaço no mercado de trabalho, e as batalhas por direitos, estão no centro. 

Assim, a Quinta Valentina, além de tratar dos temas internamente, pode e deve posicionar-se através do seu propósito, ampliando seu discurso e o engajamento aos temas, através de informação, capacitação financeira, autovalorização e proteção contra relações abusivas. 

Entre as nossas forças de empoderamento estão:

  1. Produtos: contamos com uma extensa linha de produtos de qualidade, para todos os gostos, momentos e estilos;
  2. Franqueadas: são mulheres incríveis, que não só fazem nossa marca acontecer, mas que também têm um papel importante na vida de nossas consumidoras, ou seja, são amigas, personal stylists, exemplos e inspiração;
  3. Conteúdo: a QV tem muitas histórias para contar de força, autoestima e superação, seja de suas funcionárias, de suas franqueadas ou de suas clientes. E com essas histórias pode inspirar, ensinar e dar dicas valiosas de empoderamento feminino;
  4. Parcerias: relações tóxicas, abusivas e violentas são assuntos sérios, que devem ser tratados por especialistas. Por isso, a QV se uniu com profissionais, instituições e marcas que nos dão maior embasamento para ajudar as mulheres a detectarem e saírem dessas relações.

Conheça a franquia de sapatos da Quinta Valentina. Uma oportunidade de franquia home office de baixo investimento e com alto faturamento!

Conclusão

Por muitos anos as mulheres foram taxadas de “sexo frágil” ou como aquelas que devem ser protegidas. E o machismo existente durante toda a história da sociedade trouxe diversas consequências, como a cultura do estupro que, em alguns casos, descredibiliza as vítimas e defende os agressores. 

Infelizmente, esse tipo de situação e pensamento ainda perdura nos dias atuais, mas ele vem sendo combatido pouco a pouco.

É preciso que as mulheres saibam qual o seu lugar no mundo e o empoderamento feminino contribui para que elas tenham o direito de participar ativamente dos mais diversos tipos de debates, tomando decisões que influenciarão no futuro da sociedade como um todo.

Você, mulher, é capaz de aplicar o empoderamento na sua própria vida, trabalhando a sua confiança, se fortalecendo e tendo ambição para seguir os seus sonhos. Buscar conhecimento de si própria, de seus direitos e de sua história pode potencializar este processo. Com isso, você ainda poderá encorajar outras mulheres a fazerem o mesmo. 

E, uma vez que o conhecimento está sendo diariamente renovado, os direitos colocados em prática e o respeito a todos sendo efetuado, o empoderamento ocorre como consequência.